logo misa

Promovendo a Liberdade de Expressão na África Austral

WhatsApp Image 2024 02 09 at 09.37.31

MISA Moçambique em parceria com a Medicus Mundi premiaram ontem, 08 de Fevereiro do ano em curso, em Maputo, jornalistas em matérias sobre “Direito à Saúde”.

O concurso decorreu no âmbito do projecto “Os Determinantes Socias da Saúde: a melhor estratégia contra a COVID-19 em Maputo”, executado pelo MISA Moçambique e Medicus Mundi, em parceria com o Município de Maputo e com apoio do Município de Barcelona, Espanha.

Mais do que promover um concurso e premiar de forma personalizada os  jornalistas que elaborem melhores reportagens sobre o direito a saúde, o concurso visava consciencializar a sociedade moçambicana sobre a Defesa do Direito à Saúde e os seus Determinantes Sociais e aumentar a sensibilidade e a consciencialização dos jornalistas, dos meios de comunicação, das instituições públicas e, em geral, da sociedade moçambicana sobre Direito à Saúde, através da melhoria da qualidade e quantidade das reportagens sobre a saúde e os diferentes factores que a influenciam.

Isaura Afonso, jornalista da Rádio Moçambique foi a primeira classificada, com a reportagem que retrata o financiamento à indústria tabaqueira em detrimento da saúde pública no país, em segundo lugar, ficou Sitoi Lutxeque, do Jornal Rigor com a reportagem sobre o desvio de medicamentos e mau atendimento hospitalar e na terceira posição Enoque Daniel, jornalista do MídiaLab com a matéria que fala da violação da Declaração de Abuja de 2001.

Para Isaura Afonso, o prémio significa reconhecimento e visibilidade do dia a dia dos jornalistas e serve como incentivo para continuar a reportar vários fenomenos que ocorrem em diversas áreas da sociedade.

Para o MISA Moçambique e a Medicus Mundi, este concurso serve como um impulso para os media, pois são uma das fontes fundamentais para que, através das mesmas, as comunidades se informem sobre os diferentes assuntos no seu dia-a-dia. E, ao mesmo tempo, para que possam tomar decisões correctas nas suas acções, garantindo uma postura positiva na construção de uma sociedade que responda, de forma entrosada, aos seus anseios em relação à saúde.

De referir que para além do consurso “Prémio à Melhor Reportagem Sobre Direito à Saúde”, o MISA Moçambique e a Medicus Mundi, capacitaram a nível nacional 31 jornalistas e 15 estudantes de jornalismo em “Determinantes Sociais de Saúde e Cobertura da Covid-19” e produziram relatório de Monitoria da Cobertura dos Media sobre os Determinantes Sociais da Saúde no contexto da Covid-19 em Moçambique.

WhatsApp Image 2024 02 09 at 09.37.32 1

Maputo, aos 09 de Fevereiro de 2024