logo misa

Promovendo a Liberdade de Expressão na África Austral

Boas festas 2022 1

profundusO MISA Moçambique tem vindo a acompanhar, com apreensão, as sucessivas e ameaças e intimidações das autoridades municipais de Nhamatanda, em Sofala, contra o jornal Profundus. Dos casos mais preocupantes, consta o facto de, a 28 de Março de 2022, o membro da Assembleia Municipal de Nhamatanda, Farice Nhampule, ter expulso o editor do Jornal Profundus, Muamini Benjamim, da sala onde decorria uma sessão ordinária daquele órgão, por alegada falta de autorização do Presidente da Assembleia Municipal, André Machatine, para a permanência da equipa do jornal naquele local. “Eu, que organizei o evento não te convidei, por que estás aqui?” Questionou Farice, em tom intimidatório, ao que o editor do jornal respondeu: “Estou aqui porque é meu direito como jornalista permanecer em lugares públicos para informar a sociedade.” Todavia, sabe o MISA, o impedimento direccionou-se apenas ao jornal Profundos, dado que que restantes órgãos de comunicação social permaneceram no local sem quaisquer interferências.

ALERTA jornalista cabodelgado webO Jornalista do portal online “Pinnacle News”, Arlindo Chissale, encontra-se desde a última terça-feira (25) detido e incomunicável, num acto alegadamente protagonizado pelas autoridades governamentais do distrito de Balama, em Cabo Delgado, Norte de Moçambique.

Fontes próximas do jornalista relatam que o facto ocorreu quando este captava imagens de instituições públicas daquele distrito, ao que as autoridades interpretaram como sendo um acto com fins obscuros. Familiares do jornalista, baseados em Pemba, sabe o MISA, não conseguem contactar o jornalista desde a última terça-feira.
Contactado pelos familiares do jornalista, o Administrador daquele distrito, Edson Lino, confirmou a detenção de Arlindo Chissale, garantindo, por outro lado, que seria liberto. São escassas as informações sobre o paradeiro de Arlindo Chissale, mas o MISA continua a investigar o sucedido.