logo misa

Promovendo a Liberdade de Expressão na África Austral

IMG 0069Mais de duas dezenas de membros do MISA Moçambique aprovaram, em assembleia geral ordinária, e por unanimidade, o relatório e o plano de actividades de 2016 e 2017, respectivamente. O evento, realizado no passado dia 10 de Março do ano corrente, em Maputo, tinha como agenda principal a apresentação e aprovação dos relatórios de actividades desenvolvidas em 2016 e o plano de actividades para o presente ano. 

Igualmente, na mesma Assembleia Geral, os membros do MISA, analisaram e aprovaram também por unanimidade a revisão pontual do Estatuto e do Regulamento Eleitoral do MISA. Fizeram parte do evento alguns membros fundadores do MISA, antigos trabalhadores, membros Conselho Nacional Governativo, Conselho Fiscal e dos presidentes dos núcleos provinciais.

Dentre várias actividades executadas pelo MISA no ano transacto, o director executivo do MISA, Ernesto Nhanale, destacou a realização de pesquisas e publicações que informam sobre o estado da liberdade de imprensa e do acesso a informação, além de monitoria de violações éticas pelos órgãos de comunicação social nacional.

Outra actividade que mereceu destaque foi a capacitação de vinte editores e gestores de empresas de comunicação social sobre questões de regulação e governação nas empresas de comunicação social.

Os participantes mostraram-se satisfeitos com o desempenho da organização no ano transacto, tendo somente evidenciado a necessidade de se reforçar os mecanismos de interacção e comunicação entre o conselho directivo e os núcleos provinciais.

No que concerne ao plano de actividade 2017, os participantes esperam que se cumpra com “alguma seriedade”, pois trata-se de um plano ambicioso e promissor. De acordo com o vice-presidente do Conselho Nacional Governativo, Jeremias Langa, "os núcleos províncias devem estar motivados e engajados no cumprimento do presente plano preparando seus próprios planos regionais de actividade".

Na mesma assembleia discutiu-se e aprovou-se o regulamento de funcionamento e gestão dos núcleos províncias.
No evento, o presidente do Conselho Governativo do MISA, Fernando Gonçalves, alertou aos membros do MISA para que sejam vigilantes às prováveis violações dos direitos dos profissionais de comunicação social e denunciem.

O MISA é uma organização da sociedade civil moçambicana fundada com objectivo de prosseguir a missão de criar um ambiente de media caracterizado pela liberdade, independência, pluralismo, sustentabilidade, competência e compromisso permanente perante a sociedade.