logo misa

Promovendo a Liberdade de Expressão na África Austral


fernando goncalver fake news conferenciaO Presidente do MISA-Moçambique, Fernando Gonçalves, afirma que a melhor forma de combater a notícia falsa, nas redes sociais, passa pelo aperfeiçoamento da investigação e a tomada de medidas de verificação jornalística.


O Presidente do MISA-Moçambique, que falava no encerramento da Conferência Internacional dos Media Sociais, Fake News, realizada esta segunda feira (5 de Agosto), entende que o público ainda tem confiança da Comunicação Social.


“O fenómeno da notícia falsa não é nova”, disse o Presidente do Misa-Moçambique, para quem, actualmente as Fake News tornaram-se preocupação pelo facto do actual estágio das Tecnologias de Informação e Comunicação permitir uma rápida partilha de informação para um vasto grupo de pessoas em simultâneo.
De acordo com Fernando Gonçalves, “os hackers conseguem até manipular imagens em movimentos”, facto que pode conduzir às crises políticas em proporções imagináveis.


Fernando Gonçalves apela por isso para que durante a cobertura do processo eleitoral que se avizinha, o jornalista intensifique a investigação, verificando sempre a veracidade de informação dentro dos mecanismos jornalísticos.


A Conferência Internacional sobre “Redes Sociais, Fake News, Desinformação e Cibersegurança no Contexto de Eleições Democráticas foi organizado pelo Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África (EISA) Escritório de Moçambique, em parceria com, o Instituto de Comunicação Social da África Austral – Capítulo Moçambicano (MISA-Moçambique) e teve lugar em Maputo, no Centro de conferencias das Telecomunicações de Moçambique.

Com o apoio de:

igual partnercesc partnercesc partnercesc partnercesc partnercesc partner